quinta-feira, 7 de abril de 2011

''NO BRASIL A EDUCAÇÃO É TRATADA COM VIOLÊNCIA... E, DE TODAS OS LADOS, DE TODAS AS MANEIRAS."

Até quando vamos suportar a violência na Educação de nosso país?
$alário$ e propostas ou mundanças educacionais nem se falam!
O que (não) acontece há muito tempo desde os jesuítas que forçaram os indígenas a apreenderem uma educação nova, instinguindo a própria até a violência propriamente dita nos tratamentos e assassinatos de professores e ‘espancamentos’ feitos em alunos. Mas quando não bastasse o Estado a nos acostumar com tamanha selvageria na (des)educação brasileira, vem um louco e até nesse conceito consegue imitar um dos comportamentos mais questionados no mundo: o americano. “Com duas armas, rapaz entra em escola municipal do Rio e mata 12 crianças”. Após o feito, o assassino baleado por policial tem a oportunidade de tirar sua própria vida. “Qual o motivo que levara o policial a balear Wellington no estômago quando na verdade poderia te-lo atingido na mão em que tinha a arma usada contra as crianças?” Talvez esse sobrevivesse para tentarmos entender atitude tão cruel. Ex-aluno dessa escola, o maníaco escolhera esse dia para buscar o histórico escolar. Mas qual será seu verdadeiro histórico? Numa carta deixada pelo delirante assassino, num teor religioso e fantasioso faz inúmeros pedidos como que o ato fosse pensado antes de executado. Se não bastasse a violência que assola o nosso país no caminho da ida e vinda do dia-dia, agora a mesma vai à escola, não com o intuito de aprender, de se regenerar, de se conhecer, mas com um único propósito: DE MATAR A EDUCAÇÃO.

3 comentários:

Alê Reichemback disse...

Precipitados. Vejo muitos julgamentos precipitados.

Primeiro acho que não devemos confundir alhos com bugalhos, a chacina do Rio foi um fato isolado e embora nosso sistema educational tenha inúmeros defeitos, a responsabilidade ou culpa dessa tragédia não lhe cabe.

Qualquer crítica nesse sentido parece perder o foco e senso de oportunidade. Sim, as críticas são merecidas, mas repito que esta violência é um fato isolado e por isso mesmo poucos prestarão atenção.

Segundo, me parece um enorme preconceito, para não dizer xenofobia creditar atos de loucos gênocidas a toda uma polulação como a dos americanos. Sejam os loucos estudantes ou chefes de estados.

E terceiro, até onde sei o polícial que atirou no assassino apenas era quem estava mais próximo da escola e como não era atirador de elite, há de convir que o estomado se encontra em uma região muito mais fácil de atingir que uma mão.

Também estou chocado o acontecido, mas vamos devagar com a carrugem. Não percamos o foco.

Anônimo disse...

muito bem ney o que você postou ai é a mais pura verdade,mais eu acho que a nossa educação e nossas culturas estão mortas a muito tempo hoje o brasil só investir em segurança e assim esquecer de investir no futuro da nação.
Foi lamentavel o fato que aconteceu no rio de janeiro mais sera que os nosso politicos agora vai acorda pra realidade e começar ver a realidade e não deixar nossa educação apodrecer no nosso país.

MAZÉ disse...

GENTE...CLARO QUE O FATO É LAMENTÁVEL...DEVERIA NUNCA TER ACONTECIDO!!! ESSE JOVEM, COM CERTEZA, ESTAVA TOTALMENTE DESEQUILIBRADO...SÓ UMA PESSOA COM TAMANHO TEOR DE VIOLÊNCIA FARIA ESSA PROEZA HORRÍVEL E COM TANTA VIOLÊNCIA!!! MAS QUEM SOU EU PARA DISCUTIR TAL ASSUNTO...TUDO É MUITO TRISTE, CRIANÇAS QUE PERDERAM O DIREITO DE VIVER SEM NEM SABER PORQUE...