terça-feira, 23 de agosto de 2011

Bezerros e Barretos

Na festa (festa???) de Peão de Barretos, um bezerro teve que ser sacrificado depois de ter cãimbras quando um animal em sua performance mais que animalesca resolve paralizar o pobre bicho que fugia desesperadamente da presa. Nessa barbarizante atitude afrontosamente humana, tal comportamento nos remete a Roma Antiga na cova dos leões; e o que diferenciava da brutalidade atual, que que o homem era o alimento dos felinos e não o irracional ser vítima da desumano. O trágico: nesse quadro, as atitudes e escolhas eram de alguém que denominamos seres pensantes.
Naquela natureza animal amoral, o ocorrido aconteceu durante a prova de bulldog, quando o animal salta sobre o bezerro com os braços na tentativa de imobiliza-lo, fazendo som que o mamífero quebrasse a cervical no momento da queda do dominante. E A PLATEIA NA CUMPLICIDADE!
Há muito se discute sobre o Rodeio - pois quem acaba rodando mesmo são os animais. A cantora Rita Lee é figura presente no auxílio do cancelamento do desespetáculo e numa confusão fora de tom, os sertanejos apelam numa discussão musical, fugindo da prioridade: a proteção dos animais.
Enquanto sertanejos, forrozeiros, axezistas*, pagodeiros e prefeituras continuarem a apoiar tal evento, será difícil acabar com essa bizarrice. Não tem graça nenhuma colocar qualquer objeto na virilha, nos testículos de bovinos para faze-los pinotear; não é prazeroso ver o animal desesperado e acuado para que seja laçado, puxado pelo rabo ou pararizado por uma queda que possa leva-lo à deficiência e usar essa como pretexto de inutilidade e sacrifica-lo.
Será que os envolvidos nesse evento bruto gostaria de ser colocados no lugar do animal objeto e sofrerem os mesmos danos que utilizam?

3 comentários:

João Eduardo disse...

A crueldade é uma característica humana que não pode ser estimulada. E se for estimulada, os monstros aprisionados nos calabouços do subconsciente que a boa e sã consciência reprime, serão libertados e se manifestarão para tentar saciar seu desejo insaciável por poder, que é exercido sobre as criaturas taxadas como inferiores, sejam elas bois, bezerros, ou ainda pessoas desumanizadas por ideologias depravadas.

Professor Henrique disse...

Concordo Ney. Alguém falhou, alguém falha. Não posso expor muito mais que isso por motivos óbvios. No entanto, tem que ser apuradas circunstâncias e responsabilidades, levando-se em conta o que houvem antes do fato.

heliane disse...

Ney, quando leio essas coisas, me pergunto: quem é o animal irracional? Até
quando participaremos aplaudindo de touradas, farras do boi , rodeios? A humanidade ainda tem muito o que aprender com "os seres ditos irracionais" que só matam para sobreviver e não por mero prazer!